BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

1º PRÊMIO RECEBIDO DO VEJABLOG - MELHORES BLOGS DO BRASIL

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil BLOG ESIOPOETA

SEGUIDORES

ACESSOS

contador de acesso

ROMARIA PIRAPORA 2013 - ESIOPOETA E AMIGOS

CLIQUE PARA LER O NOVO LIVRO DE SONETOS DE ESIOPOETA- CONTEMPLAÇÃO

COQUETEL DE LANÇAMENTO DO LIVRO DE SONETOS APRENDIZ DA PALAVRA DO POETA ESIO

RECEBA ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Entre com seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

22 de setembro de 2012

Silêncio




Silêncio

 
 

Interpreto o Silêncio através de metáforas

E na canção que vem regida pela sombra.

Não se lava o silêncio e a sombra não se molha

Interpreto o silêncio em enigmas supérfluos.

 

A nuvem passageira e viajante do espaço

Muitas vezes no chão faz sombra de miragem.

Passageiro que sou pensativo e calado

Na voz da solidão interpreto meus sonhos.

 

A chuva fina cai e esborrifa nas sombras,

Sonho de vácuo e luz que brilha a sete cores.

Passageiro do tempo eu vou moldando ideias

Na luz que se reflete em espelhos convexos.

 

Garças vão ao espaço em voo silencioso

Procurando um local para fazerem sombra.

A sombra de silêncio invade o chão disperso

E disperso procuro o silêncio das coisas.

 

Piso chão de algodão e faço atrito no ar

Com o sangue que corre em silencio nas veias.

Batalha que se vai num frenético sonho

Do que não sei viver nas sombras que não vejo.

 

A sombra esgarça a luz em negros labirintos

E o silêncio e seu vulto aparecem-me estáticos.

A palavra é o silêncio em pedra adormecido

Num velho livro gasto onde as palavras morrem.

 

Interpreto em Silêncio os sonhos que me dizem

Das coisas que não fiz por saber-me incapaz.

Voar o espaço azul por léguas de infinito

Uma arma que me mata em estampido surdo.

 

Os pés travo no chão por que não tenho pernas

E o tiro que atingiu-me era somente sombra.

As penas como a sombra emolduram mentiras,

A mentira é o silêncio em culpa inexistente.

 

Na vaga solidão da noite que não passa

Sou velho passageiro a roer minhas sombras.

Sou silêncio, sou pó, que sobre o vácuo voa

E faz sombra na sombra e na sombra faz sombra.



0 COMENTE AQUI:

Minha Ana Maria e Sissi

Apresentação Poema "O Evangelho Segundo Judas Ish-Kiriot" Loja Maçônica Acácia Barbarense

ARQUIVO

PESQUISAR ESTE BLOG

..