BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

1º PRÊMIO RECEBIDO DO VEJABLOG - MELHORES BLOGS DO BRASIL

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil BLOG ESIOPOETA

SEGUIDORES

ACESSOS

contador de acesso

ROMARIA PIRAPORA 2013 - ESIOPOETA E AMIGOS

CLIQUE PARA LER O NOVO LIVRO DE SONETOS DE ESIOPOETA- CONTEMPLAÇÃO

COQUETEL DE LANÇAMENTO DO LIVRO DE SONETOS APRENDIZ DA PALAVRA DO POETA ESIO

RECEBA ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Entre com seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

21 de abril de 2010

ENGENHO CENTRAL - SEMEADURA





Engenho Central
Teu destino é viver!
(Francisco Lagreca)


Venho para o recanto antigo, venho
Buscar a solidão do velho Engenho,
Seu passado buscar...
Entre árvores imensas, verdejantes,
Vejo sombras perdidas e distantes,
Vejo um vulto passar.

O coração em êxtase palpita...
A riqueza de brilhos é infinita,
Que fere o coração.
Na sombra um vulto pálido e sombrio,
Entre saltos, no Salto desce o Rio
Numa lenta oração.

Perdido do passado na conquista,
O Vulto flutuante lança a vista
A uma história fugaz...
É o Barão de Rezende que retorna
Para o futuro em malhos de bigorna,
Num desejo de paz.

É o Engelho Central, que junto ao Rio
Epopeias viveu num alvedrio
Numa força de Amor.
É o lar perdido na folhagem densa,
Que guarda ainda imaculada crença
Presa em seu interior.

E o Rio surge audaz, forte, valente,
E a vida no suor de tanta gente
Move o Engenho Central...
Na paisagem sublime, soberana,
O verde que se casa à verde cana
Verdeja o canavial...

O Operário cansado mais trabalha...
O suor – combustível da fornalha –
Acende o fogaréu!
O cheiro da garapa e do melado,
Do açúcar e do mel é esparramado
E sobe para o céu.

Os sonhos crescem no fulgor dos sonhos,
As esperanças fazem mais risonhos,
Os rudes corações –
E o Engenho forte, belo, rude, altivo,
Cada vez mais do olhar deixa cativo
Baronesas, Barões!...

Salve, Engelho Central! Oásis verde
Desta Piracicaba que se perde
Em usinas além...
Foste o Panteon de glórias desta Terra,
A força ultriz que os corações encerra,
Foste Vida, porém...

Teu prédio altivo, majestoso, belo,
Guarda de Deus o mais sublime elo
Da corrente do Amor...
Guarda o suor sagrado do Operário,
Que para receber o seu salário,
Deu-te o maior valor!

Guarda histórias e mil histórias guarda...
Os tijolos à vista da mansarda,
Guardam sonhos febris...
Filhos que aos pais levavam o almoço,
E havia entre algazarras e alvoroço,
Sorrisos infantis...

E ao doce sonho de teu sono doce,
De fora a força estranha também trouxe
O Progresso febril.
Homens – em ti buscaram fama e glória!
Heróis – que conquistaram a vitória
Adoçando o Brasil!...

Hoje – és relíquia de um passado nobre;
A hera esverdeada as tuas formas cobre
Para te perpetuar
Em segredos guardados entre chaves,
Mas que são desvendados pelas aves
Quando estão a cantar!

Velho te visitar... com passos lentos
Vou apreciando os lerdos movimentos
De outros, que iguais a mim,
Enrustidos em meio à Natureza,
Procuram decifrar tua beleza
Que é imensa e não tem fim...

É uma questão de Amor... e há no meu peito
O grito forte, alegre, satisfeito,
De te ver a sorrir...
Forte e imponente aos séculos tu vences,
Hoje, porém, ao povo tu pertences,
– Pertences ao porvir...

És legado dos homens do passado,
Que com o pensamento iluminado
Deram-te a vida a ti...
E hoje, ao porvir glorioso a vista cravas,
Marcado por mãos livres, não escravas,
Que te ergueram aqui!

E eu com o coração feito Poeta,
Olhando o Rio imenso que projeta
Tua sombra imortal,
Junto a Lagreca faço-te uma prece,
Que o verso do Poeta te enobrece,
Oh, Engenho Central!

E ao te deixar após tamanho encanto,
Após te oferecer neste meu canto
Rimas do coração!,
Vejo com a vista entorpecida, pasma,
Passar por mim, a rir, branco fantasma,
De um formoso Barão!

01.05.1991



Esio Antonio Pezzato

Gostou? Comente!!!

0 COMENTE AQUI:

Minha Ana Maria e Sissi

Apresentação Poema "O Evangelho Segundo Judas Ish-Kiriot" Loja Maçônica Acácia Barbarense

ARQUIVO

PESQUISAR ESTE BLOG

..