BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

1º PRÊMIO RECEBIDO DO VEJABLOG - MELHORES BLOGS DO BRASIL

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil BLOG ESIOPOETA

SEGUIDORES

ACESSOS

contador de acesso

ROMARIA PIRAPORA 2013 - ESIOPOETA E AMIGOS

CLIQUE PARA LER O NOVO LIVRO DE SONETOS DE ESIOPOETA- CONTEMPLAÇÃO

COQUETEL DE LANÇAMENTO DO LIVRO DE SONETOS APRENDIZ DA PALAVRA DO POETA ESIO

RECEBA ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Entre com seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

22 de setembro de 2013

Mário Neme (136)

Descobri Mário Neme nas minhas buscas constantes sobre a História de nossa Piracicaba. E, nessa busca entre os escritores nativos fui topar com Mário Neme. Que descoberta! Havia lido Leandro Guerrini, tinha lido os livros de Waldemar Iglésias Fernandes, Hugo Pedro Carradore, Guilherme Vitti e, em Mário Neme fui topar com o passado de nossa História narrada através de mil documentos por ele pesquisados.
Foi assim que li e reli, de sua autoria, “A História da Fundação de Piracicaba”, edição de 1943, editoria de João Mendes.
É um livro raro hoje em dia. Possuo um exemplar que ganhei há cerca de vinte anos... Ali, Mário Neme, através de capítulos e capítulos, narra as primeiras histórias de nossa cidade.
Em Mário Neme por exemplo, podemos ler que desde 1693 essa Terra por nós amada e idolatrada, já era pisada e disputada.
Podemos imaginar que aqui chegaram uns loucos e doidos visionários no distante ano de 1693, portanto há quase 320 distantes pretéritos? 
Que aqui chegou um tal de Luiz Pedroso Barros, com o intuito de construir uma estrada que ligasse Piracicaba a Mato Grosso? E depois outro, doidinho da silva, Felipe Cardoso com o mesmo desejo? Podemos imaginar apenas imaginar... Uma estrada que ligasse Piracicaba a Cuiabá. Isso porque em 1717, cinquenta anos antes de Piracicaba ser fundada, foram descobertas minas de ouro e dizem os pesquisadores e historiadores, que havia tanto, tanto ouro, que se  arrancasse uma touceira de capim, as raízes vinham apinhadas de ouro!!!...
Mário Neme conta essa saga toda. E conta, depois, a chegada de nosso Capitão Povoador, em 1767, para fundar nossa cidade em agosto desse ano... traz a nossos olhos uma história rica em detalhes. Vemos através de suas palavras concisas e preciosas, o Capitão Povoador Antonio Correa Barbosa andando na localidade onde hoje está localizado o Engenho Central, local mais ou menos exato onde está o Marco Zero de nossa fundação.
Depois, vemos a mudança da margem esquerda para a margem direita de nosso Rio, que alavancou o progresso de nossa cidade.
Mário Neme traz a figura do grande Vicente da Costa Taques Goes Aranha que, amante de nossa pequena, mas acolhedora Vila, se faz presente nessa mudança. Vicente merece considerações mil de nosso Povo, pois sem ele hoje Piracicaba talvez não existisse.
Toda essa história aconteceu aqui, na beira de nosso Rio Piracicaba, a trezentos metros de minha casa...
Dá para imaginar... a viagem feita através de canoas, pelo Rio Tietê, que saía de São Paulo, passava por Itu, chegava ao Porto de Araritaguaba, hoje denominada cidade de Porto Feliz, e descia... até a confluência dos Rios Tietê e Piracicaba, onde subiam, com os  braços fortes de
remadores, esses oitenta quilômetros, para alcançar nossa pequena Vila. 
Se por terra, outra aventura desmedida... o caminho saindo de Itu, passando por Salto, Porto Feliz, altos de Samambaia, Capivari, Mombuca, Rio das Pedras, chegando até nossa cidade onde hoje está a Avenida Rio das Pedras, o Bairro Rolador... subiam a avenida Piracicamirim e desciam o Picadão, hoje denominada Rua Moraes Barros.
É isso mesmo, a Rua Moraes Barros existe há 300 anos. É a rua mais antiga de nossa Piracicaba.
Em retratos coloridos de imaginação, Mário Neme traz essas histórias que lemos e relemos... imaginando, sonhando e delirando... Vale muito buscar esse livro e ler. Descobrir uma Piracicaba oculta, quase esquecida. Sorte que tivemos Mário Neme que gravou em letras de ouro, a saga de homens que fizeram essa História acontecer.
Obrigado, Mestre Mário Neme... com certeza um dos grandes Historiadores de nossa Piracicaba que adoramos tanto.


0 COMENTE AQUI:

Minha Ana Maria e Sissi

Apresentação Poema "O Evangelho Segundo Judas Ish-Kiriot" Loja Maçônica Acácia Barbarense

ARQUIVO

PESQUISAR ESTE BLOG

..