BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

1º PRÊMIO RECEBIDO DO VEJABLOG - MELHORES BLOGS DO BRASIL

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil BLOG ESIOPOETA

SEGUIDORES

ACESSOS

contador de acesso

ROMARIA PIRAPORA 2013 - ESIOPOETA E AMIGOS

CLIQUE PARA LER O NOVO LIVRO DE SONETOS DE ESIOPOETA- CONTEMPLAÇÃO

COQUETEL DE LANÇAMENTO DO LIVRO DE SONETOS APRENDIZ DA PALAVRA DO POETA ESIO

RECEBA ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Entre com seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

21 de julho de 2010

A MINHA ÁRVORE



A minha árvore

Tenho nas mãos punhados de sementes
Para semear nos campos adubados,
E delas nascerão árvores esplendentes
Que irão povoar a terra em verdes reluzentes
Onde hoje existem vales ressecados.

Faço covas no chão, e em cada cova planto
As sementes que trago em minhas mãos nervosas.
Com o coração feliz, no peito – canto!
E com o adubo faço um régio manto
E sinto ao meu redor – um perfume de rosas!

Rego com água fresca a cova pronta
E espero advir, ansioso, dia a dia,
A terra arrebentar... e espero... em ânsia tonta,
Em êxtase, a minh'alma, em sonhos se amedronta
Ao ver surgir o início da alquimia.

Tenro, frágil, humilde e fraco, à vida exposto,
Às intempéries, rijo e forte, vai vencendo!
Seu futuro de folhas mostra o rosto,
E pelo espaço vai tomando gosto
Pelos beijos do sol há delírio tremendo!

E ei-la forte alcançando o azul aéreo
Abrindo em largo leque a sua rama!
Bandos de aves no céu, desvendam seu mistério,
E sentindo o calor de maternal império
Cada bico em allegros geme e clama!

Eis a árvore frondosa a espalhar pelo campo
Sua soberba luz com fulgores de verde!
Bela, sem par, no mundo largo, escampo,
Brilhando à luz azul do pirilampo
Na imensidão sem fim que por tudo se perde!

A árvore que plantei, hoje, altaneira,
No vale seco, pobre e desmatado,
É o mais lindo exemplar da flora brasileira,
É o asilo de sombra, – é esverdeada bandeira, –
– Oásis para quem se vê cansado.

Eu, em seu largo tronco, às vezes, num abraço,
Deste meu coração mostro a alegria imensa,
Depois, feliz, repouso em seu regaço,
E cada galho seu se mostra um braço
E tenta me embalar com baladas de crença!

Que jamais mãos profanas e impiedosas
Venham roubar a sua carne, um dia!
E ela contemple sempre, alvoradas preciosas!
E em primaveras vibre em flores majestosas
Numa explosão de luzes e magia!

20.09.1997



Esio Antonio Pezzato

0 COMENTE AQUI:

Minha Ana Maria e Sissi

Apresentação Poema "O Evangelho Segundo Judas Ish-Kiriot" Loja Maçônica Acácia Barbarense

ARQUIVO

PESQUISAR ESTE BLOG

..