BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

1º PRÊMIO RECEBIDO DO VEJABLOG - MELHORES BLOGS DO BRASIL

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil BLOG ESIOPOETA

SEGUIDORES

ACESSOS

contador de acesso

ROMARIA PIRAPORA 2013 - ESIOPOETA E AMIGOS

CLIQUE PARA LER O NOVO LIVRO DE SONETOS DE ESIOPOETA- CONTEMPLAÇÃO

COQUETEL DE LANÇAMENTO DO LIVRO DE SONETOS APRENDIZ DA PALAVRA DO POETA ESIO

RECEBA ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Entre com seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

12 de abril de 2012

MARIA CECÍLIA MACHADO BONACHELLA - CRÔNICA

Maria Cecília Machado Bonachella

Nascida em São Simão, criança veio morar com seus pais e irmãos em nossa cidade. Filha de pais professores, cultos, inteligentes, Maria Cecília encontrou dentro do próprio lar os caminhos da Poesia. Compunha desde criança. Nasceu com alma de poetisa sensível ao Belo, mas também à dor e ao sofrimento, que sempre pontearam sua vida.

Jovem, bem jovem ainda, começou a publicar seus versos nos jornais de nossa cidade, granjeando um sem-número de admiradores e fãs. O seu professor de português, Elias de Mello Ayres ficava encantado com seus versos e fez uma merecida crítica à menina-poetisa, crítica essa publicada na imprensa e mais tarde como prefácio de seu livro “Três Fases”, 1978.

Quando jovem, seu coração não aprendera ou não sabia que devia trabalhar direito, que devia pulsar cadenciadamente no peito da jovem poetisa e resolveu dar suas primeiras pitadas de sofrimento em sua alma sensível.

Vai daí que é operada para colocar uma válvula no coração. Casou-se mais tarde a jovem Maria Cecília com Nelson, com a condição explícita do médico: nada de ter filhos.

Mas almas de poetisa e de marido apaixonado deram ouvidos ao médico: necas de pitibiriba, como dizemos. E vieram três filhos maravilhosos. Coração de poetisa aguentou firme o tranco.

Isso tudo aconteceu e nós ainda não nos conhecíamos. Viemos a travar contato no Calq, num dia oito de dezembro de 1977, quando do lançamento do livro “Enquanto a chama não vem”, do Arakén Martins.

Foi conversarmos e a amizade fluiu como água límpida montanha abaixo. E passamos a confidenciar sonhos de poesia, a fazer versos juntos, a catalisar a juventude. Sonhávamos publicar num livro nossos versos e, após idas, vindas, voltas, reviravoltas, ela dá luz ao seu quarto filho, agora em forma de livro: Três Fases e eu publico Luzes da Aurora. Isso tudo em 1978.

Maria Cecília alma sonhadora, passou depois de um tempo, a dar aulas para crianças no Clube de Campo de Piracicaba, e a todos encantava com singeleza, pureza de alma, com carinho materno mesmo.

Convidada pelo dr. Losso Netto, passou a coordenar a Página Literatura, no Jornal de Piracicaba, em 1980. Foram anos gloriosos. Buscávamos juntos, a poesia, mas Maria Cecília, e sua mãe, professora Lavínia Sardinha Machado, amparadas por um forte conhecimento linguístico, barravam imitadores e neo-escritores.

Quantas reuniões juntos. Formamos com outros amigos, a AEP – Associação dos Escritores de Piracicaba. Tal associação rendeu como fruto “É Tempo de Poesia”, depois “Lavra Palavra”. Como não deu certo ajudamos a criar o CLIP – Centro Literário de Piracicaba, onde foi sua presidente em 1995-1997.

Participou e foi premiada, em inúmeros Concursos Literários, como o Prêmio Escriba, O Povo Canta em Versos, aqui de Piracicaba, em Três Corações, em São Paulo. Participa como co-autora em dezenas de Antologias. Agora será tema em um livro composto pela poetisa sua xará Maria Cecília Graner Fessel. De fundamental importância para a Literatura piracicabana e brasileira, que teima sempre esquecer vultos importantes de nossa Literatura.

Maria Cecília ainda publicou “Era uma vez...” versos ácidos, críticos, mordazes. Sabia cantar o azul, mas seus versos muitas vezes eram roxos e negros mesmo.

Porém o coração de poetisa não aguentou mais. Deixou a Poesia órfã em fevereiro de 2007. E hoje a poesia ficou mais triste. Os versos ficaram mais tristes. Piracicaba ficou mais triste sem a poesia, o canto e o encanto de Maria Cecília Machado Bonachella.


Esio Antonio Pezzato

0 COMENTE AQUI:

Minha Ana Maria e Sissi

Apresentação Poema "O Evangelho Segundo Judas Ish-Kiriot" Loja Maçônica Acácia Barbarense

ARQUIVO

PESQUISAR ESTE BLOG

..